História

Uma breve história da nossa trajetória

Skruven

1961-1970

Dois começos

A história da Komatsu Forest não tem um, mas dois inícios. Um na Suécia, outro na Finlândia. Na Finlândia, a estatal Valmet Oy foi fundada após a Segunda Guerra Mundial. A empresa rapidamente se tornou protagonista no desenvolvimento de máquinas florestais em seu país de origem. Na Suécia, o ano de 1961 testemunhou a fundação da pequena empresa Umeå Mekaniska, na cidade de Umeå, em uma região caracterizada por uma sólida indústria florestal e por tradições enraizadas em inovação e empreendedorismo. A Umeå Mekaniska tinha interesse em encontrar novas soluções para a mecanização de trabalhos industriais pesados manuais. Em 1965, foi lançada uma máquina completamente nova, chamada Skruven (parafuso). Tratava-se de um conceito único e o primeiro passo significativo rumo à mecanização da colheita. O Skruven contava com grandes parafusos helicoidais rotativos na parte inferior de uma grande base na qual eram colocados feixes de árvores. Sua eficiência era revolucionária.

Tviggen

1971-1980

Volvo demonstra interesse

Na década de 1970, a finlandesa Valmet apresentou um rápido desenvolvimento. Paralelamente, um ambiente altamente inovador prosperava na sueca Umeå Mekaniska. Tanto na Suécia quanto na Finlândia, o número de empreiteiros florestais especializados estava crescendo com a popularização cada vez maior da mecanização no trabalho florestal. Em 1972, os desafios enfrentados pelo Skruven deram origem a um novo desenvolvimento. O Tviggen, como seu sucessor foi batizado, era uma máquina para troncos individuais com uma serra de corrente e se tornou um sucesso instantâneo. Todas as inovações técnicas que a pequena Umeå Mekaniska havia lançado começaram a atrair a atenção de empresas maiores do setor de máquinas florestais sueco. Atenção que, em 1976, levou a Volvo BM a adquirir a Umeå Mekaniska como parte de seu investimento no setor florestal. Em 1979, a Volvo BM começou a colaborar com a Valmet Oy em tratores. 
Valmet 901 1984

1981-1990

O primeiro harvester com uma única garra

No ano de 1984, surgiu um marco na fabricação global de máquinas florestais. A Umeå Mekaniska lançou o primeiro harvester do mundo especialmente projetado com uma única garra, o Valmet 901. Um harvester de garra única permitiu que a derrubada, o desgalhamento e o traçamento fossem feitos com uma única garra, em vez de duas. O Valmet 901 também tinha uma cabine com rotação completa e nivelamento. Essa solução técnica foi desenvolvida há mais de 30 anos, mas ainda é considerada o melhor método para uma produtividade sustentável. Esse enorme salto tecnológico aumentou o interessa da Valmet Oy na Umeå Mekaniska, que foi totalmente adquirida pela Valmet em 1986. Como consequência, as marcas foram consolidadas sob o nome Valmet, mantido por 25 anos. Em 1989, os laços entre Suécia e Finlândia foram totalmente consumados quando a empresa mudou seu nome para Valmet Logging AB.

Valmet 965

1991-2000

Vários mercados novos

Devido à reestruturação no grupo Valmet Oy, do qual a Valmet Logging fazia parte, em 1994 o nome foi alterado para SISU Logging. Na década de 1990, a expansão internacional da companhia deus novos passos, com a fundação e a aquisição de empresas em mercados em crescimento, como Austrália, América do Sul e América do Norte. No início dos anos 1990, foi lançado o primeiro cabeçote harvester totalmente desenvolvido especialmente para o mercado sul-americano. Esse foi o primeiro cabeçote harvester usado com uma escavadeira como transportadora, que provou ser um conceito altamente bem-sucedido para a extração em plantações florestais no continente. Em 1998, a empresa mudou mais uma vez de nome quando o primeiro proprietário privado, o grupo industrial finlandês Partek, assumiu o comando. O novo nome era Partek Forest. 
Komatsu PC200F com 370E

2001-2010

Proprietário japonês

Em 2000, teve início uma colaboração informal entre a Komatsu e a Partek Forest, e havia muitos rumores de que a Komatsu desejava adquirir a Partek Forest. Em 2002, a mudança de propriedade foi anunciada e causou grande surpresa. O estado finlandês decidiu vender a Partek para o fabricante finlandês de elevadores e escadas rolantes Kone. A aquisição da Kone abriu caminho para que a Komatsu comprasse a Partek Forest. Em 2004, a Komatsu Ltd se tornou a proprietária e rebatizou a empresa como Komatsu Forest. A Komatsu Ltd identificou oportunidades de sinergia e desenvolvimento nas quais a tecnologia e os produtos das máquinas florestais poderiam tornar as máquinas de construção da Komatsu mais atraentes, em particular na colheita florestal. A primeira evidência de colaboração entre nórdicos e japoneses veio em 2005, quando a Komatsu Forest lançou um kit capaz de converter rapidamente uma escavadeira em um harvester. 

2011-

Mudança de nome das máquinas

O passo significativo seguinte foi dado em 2011, quando as máquinas passaram a se chamar Komatsu, após 25 anos da marca Valmet. No entanto, a clássica cor vermelha foi mantida. Em 2012, a Komatsu Forest adquiriu o fabricante de cabeçotes Log Max AB, juntamente com a Log Max Inc. Sob a administração da Komatsu Ltd, o desenvolvimento de produtos aumentou consideravelmente. Em pouco anos, cinco novos forwarders e cinco novos harvesters foram lançados. Em 2016, foi lançado o Komatsu 931XC, com uma solução única para oito rodas em comparação com outros fabricantes. A máquina desenvolvida em torno do conceito de chassi exclusivo e testado na prática da Komatsu, com uma junta articulada, um eixo oscilante e uma função de inclinação para a cabine e a grua, bem como a estabilização de sensor de carga da Komatsu. A eficácia desse conceito foi comprovada ao longo de décadas. O Komatsu 931XC combina o eixo traseiro oscilante com um bogie montado no eixo único.